terça-feira, 3 de julho de 2007

Que bicho mordeu a Comissão Europeia ?



A ânsia de publicitar os benefícios da Europa levou a Comissão Europeia a cair no ridículo. Bruxelas decidiu na semana passada entrar no YouTube com uma via própria - EU Tube - para tornar o seu material audiovisual acessível ao grande público.

Esta iniciativa, explicou na altura Margot Wallstrom, comissária europeia responsável pela comunicação, "reflecte o compromisso da Comissão de explicar melhor as suas políticas e acções em questões que interessam aos cidadãos em toda a UE - como as alterações climáticas, a energia ou a imigração".

Até aqui, nada a dizer. Mas imaginem que tipo de video clip foi escolhido para publicitar os filmes que receberam subvenções do programa comunitário Media ?

"Podemos estar orgulhosos de um cinema europeu forte, com emoções fortes, uma especificidade do cinema europeu que não se encontra noutras regiões do Mundo", explicou a Comissão.

17 comentários:

João Santos disse...

Em absoluto desacordo. Os únicos ofendidos com os vídeos foram os puritanos do costume, tablóides britânicos e polacos. O vídeo é apenas engraçado e sexy, e conseguiu dar uma projecção única ao canal da UE no YouTube, que de outro modo não conseguiria.. O vídeo fala a linguagem daqueles a quem se dirige. Objectivo alcançado, um êxito!

Anónimo disse...

Genial e sensual! Nada melhor para passar uma imagem de um Europa que se quer atrevida e rejuvenescida.

leon disse...

sinceramente não vejo qual é a parte criticável/ridícula, além de que pelo que percebi este é apenas um de vários clips temáticos dedicados ao cinema.

que seria, então, apropriado e não ridículo?

o best off dos discursos de Durão Barroso?

Nada melhor para aproximar a Europa dos cidadãos do que mostrar-lhes porque é importante os europeus estarem juntinhos.

e mostrar que nem todos os eurocratas são cinzentos e aborrecidos.

Marmelete disse...

Apesar de o considerar atrevidote e ousado para campanha publicitária institucional, concordo que é uma produção surpreendente, demonstrando que na Comissão há vida para além da tecnocracia.

Aliás, são coisas destas que nos fazem lembrar que não somos da CEE mas da UE.

Rita disse...

Prova que somos Europa e não os puritanos Estados Unidos...ousado mas louvável..
é um dos vários filmes publicados para promoção do cinema europeu...vale a pena ver os outros também.

O Raio disse...

Até que enfim vejo qualquer coisa aproveitável vinda da Comissão Europeia!

Levaram 50 anos mas conseguiram!

Só não entendo porque é que diz que a Comissão caíu no ridículo.

Nunca o comentei mas, como já referi estive em todos os continentes excepto na América Central e do Sul e o único traço comum que encontro diferenciando os europeus dos outros povos é exactamente no tocante ao sexo e ás relações entre os sexos.

Um filme destes, produzido por uma entidade oficial seria inconcebível fora da Europa com a possível excepção do Canadá.

Gil disse...

Ridículo? Não vejo porque sinceramente. O vídeo e sem duvida europeu, jovem, sexy, cosmopolita :P

Squeezy disse...

subscrevo em absoluto o comentário de "João Santos"... alias os comentários do Primeiro Ministro da Polónia é foram bastante infelizes...

Anónimo disse...

Não percam tempo a ver este video e a pensar se os vossos filhos o poderão ver ou não! Melhor do que isso é mesmo fazer o que está no Video porque a taxa de natalidade da Europa bem precisa!

Não seja espectador na cadeira! Seja participante (até pode ser na cadeira!).

João Serpa disse...

Que bicho a mordeu Isabel? Virou puritana? Pode não gostar do video, está no seu direito,mas daí a considerar a atitude da comissão ridicula...parece-me um passo demasiado preconceituoso. Na minha opinião o video é adequado, de muito boa qualidade e como contribuinte europeu dou por bem empregue os gastos com a promoção do Media com esta qualidade. Assim os projectos saídos do Media tivessem a qualidade aqui revelada.

Speeder_76 disse...

Olha, achei o video excelente. Mostra exactamente aquilo que nós europeus somos: abertos e tolerantes. Simples. Quanto aos puritanismos: os tabloides ingleses são idiotas e os polacos são mais papistas que o Papa...

Anónimo disse...

Gostei do video, mas não acho que os Europeus sejam abertos e tolerantes.
Aliás é uma visão muito redutora dizer-se isso. A intolerância aumenta muito na Europa. Ao longo da história isso parece ser ciclico e tem provocado grandes tragédias neste continente "civilizado". Por isso e por outras, sou a favor da saída de Portugal da UE.

Spruitje disse...

Será que sou a única a concordar com a IAC? O vídeo está bonito, sensual, cativante, mas daí a ser utilizado como estandarte do apoio da CE ao cinema europeu?? É caso para perguntar: o que é que o * tem a ver com as calças?(agora com o asterisco é que não me safo de ser chamada púdica)

João eurocéptico disse...

Bem, isto pode ser para promover o cinema porno made in Europe (lol). Começou na Dinamarca e na Suécia. Depois a Holanda, Itália e Alemanha começaram a dar cartas no Europorn.
Agora é a Rep. Checa, a capital europeia da industria do sexo. A Hungria segue atrás. A Espanha e França são grandes produtores, embora fiquem bastante atrás. Inglaterra marketeia os seus pornos com a Union Jack e o rótulo "British Porn". A Turquia também faz os seus, devido à abundância de emigrantes ucranianas e da Ásia central lá. Há grandes esperanças na Ucrânia e na Russia, embora estes países exportem mais acrizes do que produzam.
Bolas, o que faz Portugal nisto(lol)? Fundos comunitários precisam-se, para ajudar o Sá Leão a desenvolver o cinema porno em Portugal!

AP disse...

Isabel,
percebo bem o que quer dizer !

André Benjamim disse...

foi um bicho moderno e despido de perconceitos; uma União Europeia navegando no século XXI, destemida e afirmativamente. A União Europeia a que me orgulho de pertencer; uma União Europeia com uma visão, e sem medo de a partilhar...

LPM disse...

Peço desculpa por quebrar o consenso, mas estou com a autora.

Achei o clip ridículo, patético e triste. Parece que a intenção é dizer: "olhem, o cinema europeu não é uma seca, como costumam apontar, mas tem montes de sexo, que é o que vocês, gente ignorante, gostam mesmo".

E ainda falam das americanices de Hollywood; dos filmes americanos feitos apenas para vender a todo o custo. Afinal, parece que a ideia da Comissão é que afinal o que interessa mesmo é chamar gente ao cinema a todo o custo, nem que para isso a qualidade do filme seja igual à porcaria d' "O Crime do Padre Amaro", que serve apenas para ver a Soraia Chaves nua.

De notar a inclusão de sexo 'gay' no clip, para dar uma ideia de "progressista". Patético.

Ridículo é também ver tanta gente aqui louvar o clip como se fosse genial. Se fosse americano, seria logo tachado de estúpido, claro, e com razão.

http://del.icio.us/lpedromachado